Receba nosso informativo:

ARTIGOS

PORQUE PRATICAR YOGA COM UM PROFESSOR?

Instrutor: JOAO PAULO GOULART DE FREITAS NETO

Hoje em dia existem algumas maneiras de se praticar Yoga sozinho no conforto da sua casa, como por exemplo os aplicativos de celular, aulas gratuitas do Youtube, cursos de Yoga pagos com plataforma própria, etc.

Minha intenção aqui não é de forma alguma criticar estes veículos, até porque eles tem muito mérito em estar difundindo a prática da Yoga, e muitos dos que eu conheço são organizados por profissionais sérios e comprometidos. Mas como professor de Yoga, sinto-me na necessidade de deixar a minha humilde opinião de porque é mais propício e proveitoso praticar presencialmente com um professor.

Primeiramente, é necessário que você entenda que Yoga, além de ser uma prática física, é uma tradição, uma filosofia que chegou até nós através de um único meio, que foi a sucessão discipular, ou seja, todo conhecimento que hoje se tem sobre Yoga, vem sendo passado oralmente de mestre a discípulo através de gerações. Então este é o primeiro mérito do professor de Yoga: ter sido INICIADO na yoga por outro mestre, sendo assim um elo vivo da tradição, uma parte da egrégora da sua linhagem. E sendo assim, este está devidamente apto a transmitir os conhecimentos, a instruir seus alunos em como assimilar e implementar os princípios e valores da yoga na sua vida.

infelizmente existem muitas pessoas que praticam yoga e nunca nem ouviram falar dos vedas, dos yoga sutras de patanjali, dos yamas e nyamas, ou seja, de toda tradição filosófica da yoga. principalmente nos dias de hoje, onde o nosso mundo carece tanto de uma mudança radical de consciência, ficar de cabeça para baixo ou colocar o pé atrás da cabeça não vai mudar o mundo. Praticar ahimsa, satya e asteya podem sim mudar a nossa realidade para um mundo mais pacífico e harmônico.

Em segundo lugar, o professor consegue impor uma certa disciplina
na sua prática que você talvez não consiga sozinho (a). Digo talvez, porque eu mesmo comecei a praticar yoga sozinho com o livro “Autoperfeição com Hatha Yoga” do nosso grande mestre Hermógenes, então é claro que é possível começar sozinho, ainda mais quando se tem uma obra tão completa e de linguagem tão acessível quanto esta, mas o próprio professor Hermógenes, mesmo admitindo que o livro é autosuficiente, recomenda que se busque o amparo de um professor certificado. Isso porque, via de regra, o professor é alguém que já “trilhou o caminho que você quer trilhar”, principalmente no que tange à Meditação, aos desafios da mente, e às questões mais filosóficas e místicas do Yoga.

Outro ponto, é que sozinho em casa sempre pode aparecer alguma distração, alguma desculpa, algo que tire você do seu foco e atrapalhe a sua prática. Já quando você se compromete e paga a mensalidade de um Studio de Yoga, não tem desculpa, tem disciplina!

Em terceiro lugar, está a correção das posturas, pois se você pratica em casa, por melhor que seja sua aula do Youtube ou do aplicativo, não tem alguém te olhando para corrigir algum eventual erro na execução da sua postura.

Também temos a questão da Interação, da parte viva da aula. Ou seja, ainda que eu planeje boa parte das minhas aulas, existem diversos momentos que pedem algo que se chama “Feeling”, ou seja, a intuição do professor que traz a possibilidade de improvisos de acordo com o momento da aula. Esse com certeza é um dos pontos principais, ter um professor que está ali completamente entregue ao que está fazendo (pelo menos eu me entrego 101% nas minhas aulas), e ter a possibilidade de ir ajustando os movimentos da aula de acordo com o feedback dos alunos.

E conectado a este último ponto, temos o que eu chamo de a “Energia do Professor”. Sim, como nós somos seres energéticos, ou seja, somos literalmente feitos de energia cósmica do Universo, todos temos um “campo energético”. Não que professores de Yoga sejam seres iluminados, diferentes e superiores a todos, a questão não é essa. Falo por experiência própria quando digo que a energia faz a diferença, pois no meu Studio, faço de tudo para criar um ambiente leve, cheio de boas vibrações, bem propício à prática, ambiente esse que você talvez não encontre na sua casa com todas as distrações, afazeres, etc. Como também sou Reikiano, fiz a energização da sala com o Cho-Ku-Rei e dou uma purificada antes das aulas com incenso de boa qualidade, além é claro, do mais importante: as orações e os mantras para trazer as bençãos do Divino e de toda linhagem. Além disso, busco fazer o melhor possível para cuidar muito bem da minha energia pessoal, do meu estado de espírito, pois estarei ali sendo um canal de coisas boas. No final das aulas no Savasana, sempre sinto uma conexão e uma sintonia muito grande com meus alunos, sinto que eles estão realmente entregues, então é algo que mexe lá no fundo da consciência, isso é pura troca de energia! E tem também a energia do grupo não é? A energia da turma que está praticando junto, isso é muito motivador, encontrar pessoas que estão sintonizadas na mesma freqüência que você, que estão buscando as mesmas coisas, isso contribui não só para a sua prática de Yoga, mas também para a sua vida pessoal: se abrir para novas amizades que buscam coisas novas e saudáveis. Nesse sentido, está sendo muito gratificante ter a experiência de ver amizades nascendo e florescendo nas minhas turmas de Yoga.

E seguindo essa última linha de pensamento, temos algo que definitivamente nenhum aplicativo, aula de youtube ou curso online de Yoga vai poder te oferecer, que são as nossas conversas. As vezes mais organizada no estilo Roda de conversas, as vezes só aquela conversa descontraída do final da aula, mas são momentos únicos onde podemos compartilhar de tudo, trocar experiências, aprender com o outro, ensinar o que podemos, dar risadas, etc..

E nisso, também entra a questão das pessoas conhecerem pessoalmente com quem elas estão praticando, principalmente se pretendem levar essa prática a um nível além das posturas físicas. Olhar no olho, sentir o caráter, a personalidade e a vibe do professor, poder ter uma conexão verdadeira de professor-aluno, pois isto também motiva, cria confiança a qual se transforma em entrega, tanto do aluno quanto do professor, e ai potencializa muito os resultados da prática de Yoga.

gratidão!
Namastê

Instrutor: João Paulo Goulart Neto